Pinturas rupestres de Bhimbetka na Índia

As pinturas rupestres de Bhimbetka não são o lugar mais conhecido na Índia. Mas, curiosamente, eles representam os restos mais antigos da presença do ser humano naquele país gigantesco da Ásia. É um grande sítio arqueológico composto por várias cavernas e abrigos onde o homem da Idade da Pedra nos legou sua arte pintada na rocha.

Onde estão as pinturas rupestres de Bhimbetka?

A primeira coisa que precisamos saber sobre as pinturas rupestres de Bhimbetka é sua localização. Pois bem, podemos visitá-los no estado de Madhya Pradesh, Um ótimo estado tropical no coração da Índia. É um dos territórios onde a exuberância da vegetação o torna um local cheio de cantos mágicos.

Em concreto, As pinturas rupestres de Bhimbetka estão a cerca de 45 quilômetros da cidade de Bhopal. Eles estão em um lugar de colinas e rochas de arenito com florestas densas. Tudo com uma aparência muito semelhante ao que teria vários milênios atrás, quando homens pré-históricos se estabeleceram e viveram como caçadores e coletores.

Um amplo sítio arqueológico

No total, o conjunto de casacos que abrigam as pinturas rupestres de Bhimbetka se estende por um vasto território de quase 2000 hectares. É um cenário em que a história mais remota e a natureza mais selvagem andam de mãos dadas.

De fato, é um exemplo magnífico para ver como a humanidade tem sido capaz de interagir por milênios com a paisagem em que viveu, vivendo com ela, mas sem cortá-la ou agredi-la. Essa é uma das razões pelas quais Toda esta zona arqueológica é declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

O que as pinturas nos dizem?

Na realidade, o que foi incorporado nas pinturas rupestres de Bhimbetka se torna uma espécie de livro ilustrado de como o homem viveu neste território no passado. uma grande amostra de todos os tipos de atividades pré-históricas.

Neste local, existem cenas religiosas para outras, nas quais vemos celebrações com pessoas dançando e até nascimentos. Há também imagens que nos mostram como eles enterraram seus mortos.

Uma curiosidade é que algumas pinturas permitem que você tenha uma idéia do que eles comeram e beberam. Ou seja, graças a essas pinturas rupestres, conhecemos a dieta pré-histórica nessa área. Uma dieta em que os animais que moravam aqui eram muito importantes e que vemos nas pinturas: elefantes, tigres, bisões ou pavões.

A descoberta das pinturas rupestres de Bhimbetka

Esta jóia foi descoberta por um arqueólogo local em meados do século XX. Portanto, ainda há muito a analisar. Mas o terreno é acidentado e o trabalho é lento, especialmente quando se trata de escavações arqueológicas que fornecem mais materiais do que as pinturas. No entanto, a riqueza das pinturas rupestres já é enorme.

Estranhamente eles têm muitas semelhanças estilísticas com outras jóias espalhadas pelo mundo, mesmo em lugares tão distantes quanto as pinturas encontradas no deserto de Kalahari ou no Parque Nacional Kakadu, na Austrália. Até estudiosos encontraram semelhanças com as maravilhosas pinturas pré-históricas da caverna Lascaux na França.

A história da humanidade

Por outro lado, os pesquisadores também apreciam que nas pinturas rupestres de Bhimbetka, as imagens são sobrepostas. Há casacos onde, junto com as pinturas paleolíticas mais antigas, há mais de 11.000 anos, você pode ver outras de períodos posteriores. Em alguns casos, são ainda mais recentes, como a Idade Média.

Por ele, Este lugar também serve para ver a lenta evolução do homem na área. Outra razão pela qual as pinturas rupestres de Bhimbetka merecem ser muito mais conhecidas. Afinal, é uma das jóias mais importantes do patrimônio histórico da Índia.

É verdade que existem inúmeros tesouros no país e tão valiosos quanto o Taj Mahal ou o Palácio dos Ventos de Jaipur. No entanto, lugares como este site nos mostram que o gigante indiano sempre terá grandes segredos para descobrir.

Loading...