O Coliseu de Roma, simplesmente magnífico

Você está organizando uma viagem à capital italiana? Perfeito! Você não vai se arrepender. Um dos lugares imperdíveis de Roma é o Coliseu. Este anfiteatro construído no século I d.C. e localizado no centro da cidade é atualmente um dos monumentos históricos que melhor se lembram da grandeza do Império Romano e da Antiguidade clássica. Você gostaria de conhecê-lo?

Breve histórico de Coliseu de Roma

No começo, chamava-se Anfiteatro Flavio em homenagem à dinastia Flaviana de imperadores, depois Coliseu pela estátua que ela abrigava (do Colosso de Nero) e finalmente Coliseu. A sua é uma longa história que começou na Roma clássica e se estendeu aos tempos medievais e à Era Moderna.

Interior do Coliseu - Iakov Kalinin

Para começar a falar sobre essa construção, você deve voltar ao ano 29 aC, quando um cônsul romano ergueu um grande anfiteatro, que foi arrasado no "grande incêndio de Roma" em 64. Outros trabalhos para construir um novo edifício onde ocorreram os grandes espetáculos da cidade tiveram que esperar até 70 dC e incluiu um canal de água.

Durante a Idade Média, o Coliseu passou por muitas mudanças que incluía, por exemplo, a construção de uma pequena igreja, o uso de areia como cemitério e galerias como fábricas e abrigos alugados.

Coliseu - WDG Photo

Dois terremotos causaram grande destruição no edifício, que não podia mais ser usado como antes. Então começou o que poderia ter sido o fim dessa construção fantástica, já que a travessa que cobria o anfiteatro começou a ser arrancada para outras construções, como o palácio Barberini.

Felizmente, tudo terminou quando a Igreja o considerou um local de culto, tendo sido palco do martírio de milhares de cristãos. Então a pilhagem cessou e no século XIX, finalmente, foram realizados trabalhos para estabilizá-lo, trabalhos de melhoria que o impediram de entrar em colapso completamente.

Desde 1980, é um Patrimônio Mundial e em 2007 foi designada como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

"Roma é como um livro de fábulas, em cada página você encontra um prodígio."

-Hans Christian Andersen-

Dois mil anos de história: visitando o Coliseu

Agora que você tem uma noção básica do principal símbolo de Roma ... é hora de explorá-lo! Por ser uma joia essencial da capital da Itália (visitada por ano por cerca de 7 milhões de pessoas),Recomendamos que você vá o mais cedo possível para não sofrer filas de várias horas e, se possível, que você tenha adquirido o bilhete antecipadamente via online.

Coliseu em Roma - Iakov Kalinin

Se você não tem escolha a não ser ir à bilheteria para comprar o ingresso, pode ir ao Palatino (cerca de 500 metros e próximo ao Fórum Romano), Tem menos pessoas e o ingresso é combinado. Outra maneira de evitar filas é comprar o Roma Pass, um cartão de desconto que inclui entrada no anfiteatro.

O Coliseu está aberto todos os dias, exceto em 25 de dezembro e 1 de janeiro, das 8h30 da manhã até uma hora antes do pôr do sol.

Para aproveitar ao máximo, uma boa idéia é sair e acessar o interior. Desta forma, as escadas, arquibancadas e galerias são melhor apreciadas ... e especialmente a grande rede de poços subterrâneos. Se você quiser mergulhar completamente nos últimos tempos, poderá adquirir um guia em áudio que explicará detalhadamente todos os cantos que estiver visitando.

Trilha de bônus: o Fórum Romano e o Palatino

Você pode visitar os três monumentos em uma manhã ou tarde inteiras E é uma idéia perfeita absorver tudo relacionado à civilização romana durante sua viagem à capital italiana.

O Palatino não leva muito tempo para visitar, mas é uma das áreas mais antigas da cidade. Ainda é possível ver os restos dos jardins farnesianos, o Palácio Domus Flavia, o Hipódromo Domiciano e as casas de Lívia e Augusto.

Coliseu e Fórum - marcociannarel

Na frente dele é o Fórum Romano, construído no século VIII a.C. É um lugar onde os edifícios mais importantes estavam concentrados. Aqui você pode se maravilhar com o templo de Júpiter, o arco de Tito, o templo de Antonino e Faustina, a basílica de Maxêncio e Constantino, o arco de Septímio Severo e o templo de Romulus.

Claro que em Roma temos muito mais a fazer, como ir à Fonte de Trevi, ao bairro de Trastevere e ao Vaticano. Mas o Coliseu e seus arredores não são para ser desperdiçados!

Loading...